Claudia Schiavone

Essaúna, Cigana, Claudia... Muitas vidas, Infinitas palavras!

Textos


Vim aqui apenas para lhe dizer,
Como esse amor continua imenso.
Vim aqui apenas para escrever,
O muito que em você eu penso.
 
Vim somente para aliviar a alma,
E dizer que a saudade maltrata.
Vim somente para sentir calma,
Pois no peito essa dor arrebata.
 
Vim nua para que tudo transpareça,
E assim você me veja por dentro.
Vim nua para que você enlouqueça,
E quem sabe anule este epicentro.
 
Vim com as mãos assim tão vazias,
Para poder acariciar o seu rosto.
Vim com os olhos bem fechados,
E o melhor sorriso bem exposto.
 
Vim inteira tão como sempre fui,
Para que junte os pedaços em mim.
Vim amante como algo que se usufrui,
Que se bebe e se deleita, sem fim.
 
Vim como em um sonho encantador,
Para repousar e sentir seu cheiro.
Vim como em um fogo abrasador,
Para que se aqueça neste candeeiro.
 
Vim como uma brisa doce e suave,
Apenas tocar sua pele e refrescar.
Vim como pura poesia, como chave,
Abrir seu coração e me aconchegar!


Claudia Schiavone- 24/09/2013
Foto- Cássio Crestana

 
Claudia Schiavone
Enviado por Claudia Schiavone em 25/09/2013

Música: AMOR CIGANO - FAFÁ DE BELÉM - Desconhecido

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras